Abençoe quem te quer mal

 

Eu, porém, vos digo, Amai a vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem.
Mt 5:44

Pensamento
É muito fácil amar as pessoas com as quais temos um bom relacionamento, o difícil é amar aqueles que nos querem mal, ou fazem algo para tirar nossa paz. Mas seremos mais que bem-aventurados quando cumprimos a Palavra de Deus, que nos ensina a pagar o mal com o bem, orando e pedindo a misericórdia do Senhor por nossos inimigos.

Oração
Senhor, clamo por Tua misericórdia por todos aqueles que tem se levantado contra mim, abençoa essas vidas Senhor, em nome de Jesus. Amém e Graças a Deus.

 

Adriana Lyra

Um presente maravilhoso

 

Leia Jó 19.23-27 *

Disse Moisés ao povo: Lembrai-vos deste mesmo dia, em que saístes do Egito, da casa da servidão; pois com mão forte o Senhor vos tirou de lá. Êxodo 13.3

Comecei a escrever um diário alguns anos atrás. Já tentara tempos antes, mas, quando finalmente me comprometi, percebi que essa não era uma tarefa a ser completada, mas uma maravilhosa oportunidade de autoexpressão, reflexão e libertação.

Jó conhecia o valor da escrita. Ele expressou tristeza e lamentou que suas palavras não fossem registradas: “Quem me dera fossem agora escritas as minhas palavras! Quem me dera fossem gravadas em livro!” (Jó 19.23-24).

Escrever um diário tem sido uma experiência transformadora para mim. Registro acontecimentos importantes em minha vida e fatos corriqueiros de meu dia. Sou capaz de expressar meus mais profundos sentimentos e preocupações e associar minha vida a versículos da Bíblia que falam da graça e misericórdia de Deus, as quais oferecem libertação.

Ao reler meus diários, lembro-me com ternura de muitas das alegrias de minha vida. Quando meus textos refletem as tristezas e sofrimentos que experimentei, meu diário também serve como um lembrete das poderosas obras de nosso Senhor e Salvador e de Seu divino amor por mim. Lembrar a graça e os atos salvíficos de Deus fortalece minha fé. Escrever é um presente maravilhoso que damos a nós mesmos.

Marcia Conston (Carolina do Norte, EUA)

* Jó 19.23-27

23 – Quem me dera fossem agora escritas as minhas palavras! Quem me dera fossem gravadas em livro!
24 – Que, com pena de ferro e com chumbo, para sempre fossem esculpidas na rocha!
25 – Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra.
26 – Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus.
27 – Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros; de saudade me desfalece o coração dentro de mim.

 http://www.editoracedro.com.br/forms/assineja.jsp

Seguindo o feixe de luz

 

“Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as
observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante: É semelhante
ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo,
e pôs os alicerces sobre a rocha; e, vindo a enchente, bateu
com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pode abalar,
porque estava fundada sobre a rocha. Mas o que ouve e não
pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre
terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e
logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa” (Lucas
6:47-49).
Humphrey Lee narra uma experiência ao visitar um pequeno
aeroporto e assistir a decolagem de um avião à noite.
“Enquanto o avião se coloca na cabeceira da pista, um
assistente aciona um interruptor e um feixe de luz se acende
ao longo do caminho da aeronave. O avião segue a rota
traçada por aquelas luzes até deixar, graciosamente, o chão
e continuar seu caminho através da escuridão. O assistente,
então, desliga o feixe de luz. Ele fez tudo que ele podia
fazer. Ele não dispersou a escuridão–mas ele ajudou o
piloto a ter um bom começo.”
É isso que acontece quando abrimos o nosso coração para
Jesus, nosso Senhor e Salvador. Ele não nos livra da
escuridão, nem das lutas, nem dos problemas, nem das
dificuldades, nem das tempestades deste mundo. Mas Ele nos
mostra o caminho, dirige nossos passos, conduz-nos em
segurança até que possamos alcançar os nossos objetivos.
Ele é a luz que emoldura as sendas por onde passamos. Ele é
o conforto quando a angústia nos atinge. Ele é o braço amigo
quando nos sentimos sós e desalentados. Ele é o bem mais
precioso que podemos guardar no peito. Ele é o ponto de
partida para alcançarmos os Céus.
Como mostra os versos de nosso início,as enchentes de
aflição se lançam contra todos — tanto os que constroem sua
casa espiritual na areia, sem firmeza, como os que constroem
suas casas na rocha, na presença de Deus. Os últimos, com
toda certeza, ficam firmes e gozam das bênçãos maravilhosas
do Senhor.
Você continua envolvido pela escuridão ou tem seguido o
feixe de luz?

Paulo Roberto Barbosa. Escuro Iluminado

O reparador

 

Leia Isaías 61.1-4 *

Naquele dia levantarei o tabernáculo caído de Davi, repararei as suas brechas e, levantando-o das suas ruínas, restaurá-lo-ei como fora nos dias da antiguidade. […] Mudarei a sorte do meu povo Israel: reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão, plantarão vinhas e beberão o seu vinho, farão pomares e lhes comerão o fruto. • Amós 9.11,14

Toda noite de Natal meu pai passava escondido fora de casa e ia para a cidade. Nunca soubemos o que ele ia fazer, somente anos mais tarde. Ele ia às lojas procurar objetos que pudesse consertar ou repolir. A maioria dos proprietários de lojas ficava contente em ganhar algum dinheiro a mais com os produtos defeituosos, os objetos de exposição desgastados, brinquedos desmontados e outras coisas do tipo. Sempre um bom negociador, meu pai derrubava os preços a quase nada.

Ele escondia esses futuros presentes de Natal na garagem. Depois que íamos para a cama, papai se esgueirava até sua oficina, em geral ficando a noite inteira acordado, consertando os presentes. Nunca ganhei uma bicicleta, carrinho ou luva de beisebol inteiramente novos; eles eram objetos quebrados que papai havia consertado.

Com um coração ainda mais amoroso que o de papai, Deus também é um reparador: de vidas partidas, famílias desfeitas e esperanças despedaçadas. Tudo que nos causa sofrimento Deus anseia por consertar.

CHARLES HARREL ( ORREGON, EUA )

MEDITE: MATEUS 21

* Isaías 61.1-4

1 – O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados;
2 – a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram
3 – e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo SENHOR para a sua glória.
4 – Edificarão os lugares antigamente assolados, restaurarão os de antes destruídos e renovarão as cidades arruinadas, destruídas de geração em geração.

FONTE; http://www.editoracedro.com.br/forms/assineja.jsp

Isso Não É Problema Seu

 

"Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele apascenta o
rebanho entre os lírios" (Cantares 6:3).
Um ministro perguntou a um pequeno menino, que havia aberto
o coração para o Senhor e frequentava assiduamente à igreja:
"O diabo não tenta convencê-lo de que não é um cristão?"
"Sim, às vezes". "E o que você diz quando isso acontece?"
"Eu lhe digo", respondeu o menino, "se eu sou um cristão ou
não, isso não é problema seu."
O menino de nossa ilustração, apesar de ainda muito jovem,
compreendia perfeitamente o que era ser um filho de Deus. As
coisas velhas já haviam passado e, agora, sua vida estava
nas mãos de Deus e só isso importava para ele. O diabo é
mentiroso e enganador e gosta de fazer acusações. Seu
propósito é tirar a paz do filho de Deus e levá-lo a
abandonar o Caminho. Aqueles que lhe dão ouvidos, desanimam,
perdem a motivação e, muitas vezes, entram em depressão.
O que devemos fazer em tais situações? O mesmo que o menino
— minha vida agora pertence a Jesus e o resto não tem mais
nada a ver comigo. Se o diabo tem alguma coisa a nos acusar,
de nossa vida passada, deve procurar a Cristo que "levou
sobre Si" todos os nossos erros e pecados. Fomos libertos e
agora pertencemos a outro reino. Deixamos o reino das trevas
e passamos a viver no reino da luz. O nosso Salvador
iluminou as nossas vidas e agora iluminamos o caminho por
onde passamos.
Quantas vezes já fomos dormir com o coração triste e
abatido? Às vezes por uma palavra dura de um parente,
ferindo nossas esperanças e tentando minar nossa motivação;
outras vezes por uma crítica injusta de um amigo
insatisfeito com a nossa alegria. Na verdade, por trás de
tudo isso está o dedo do diabo, que a todo custo deseja nos
afastar de Deus e de toda a nossa felicidade.
Se você está experimentando uma situação de desânimo, seja
por que causa for, vire as costas para o diabo. Assuma a sua
posição de cristão, filho do Deus de amor, e siga em busca
de suas maravilhosas bênçãos. Deus só tem alegrias para lhe
dar. Olhe apenas para Ele e ouça apenas a Sua voz.

Paulo Roberto Barbosa