Cuidando Para Não Afundar

“sabei que aquele que fizer converter um pecador do erro do
seu caminho salvará da morte uma alma, e cobrirá uma
multidão de pecados” (Tiago 5:20).

Como um pedaço de madeira em uma lagoa, um cristão pode
“flutuar” na superfície do pecado sem se molhar muito. Mas,
da mesma forma que a madeira afunda ao ficar encharcada se
permanecer muito tempo na água, assim acontece com o cristão
que gasta muito tempo com o pecado.

A Bíblia diz que o mundo jaz no maligno e sabemos que por
todo lado onde passamos encontraremos evidências de um mundo
pecaminoso e indiferente às coisas de Deus. Precisamos
trabalhar, estudar, fazer compras, conviver diariamente com
todas as pessoas sem qualquer discriminação. E, sem dúvida,
não há melhor lugar para que deixemos a luz de Cristo
brilhar na nossa vida do que nos lugares onde ela se mostra
necessária.

Deus conta com nosso testemunho, com nosso amor, com as
nossas mãos estendidas para todos. É muito fácil amar a quem
nos faz bem e nos cerca de carinho. Mas da mesma maneira que
Deus amou a todos, oferecendo Seu Filho para se sacrificar
pelos pecadores, deseja que nós, que já experimentamos o
gozo da salvação e da vida abundante, amemos a todos,
oferecendo nosso tempo e nossas vidas por aqueles que
continuam sob a aflição da desesperança e da incerteza do
amanhã.

É preciso que, nesses lugares de trevas, a luz do cristão
esteja sempre acesa. Se ele a deixa apagar por algum tempo,
acaba se acostumando com a escuridão e a possibilidade de
ser também iludido pelo maligno, é muito grande. Como o
pedaço de madeira antes de ficar ensopado, podemos flutuar
em qualquer ambiente, mas com o máximo cuidado para não
permitirmos que nosso corpo espiritual se contamine e acabe
indo de encontro ao fundo, de onde é muito difícil voltar à
tona.

Na força do Senhor, não somente estaremos guardados de
afundar como preparados para impedir que outros afundem.

Ele É Maior Do Que Tudo

“Agora sei que o Senhor é maior que todos os deuses…”
(Êxodo 18:11).

Há muitos anos atrás, Carl Reiner e Mel Brooks fizeram uma
comédia chamada “O homem de 2013 anos de idade”. Na peça,
Reiner entrevista Brooks, que é o cavalheiro idoso. Em
determinado momento, Reiner pergunta ao velho homem: “Você
sempre acreditou no Senhor?” Brooks respondeu: “Não. Nós
tivemos um sujeito em nossa aldeia chamado Phil, e por um
tempo nós o adoramos”. Reiner: “Você adorou um sujeito
chamado Phil? Por que?” Brooks: “Porque ele era grande, ou
seja, ele podia quebrar você ao meio com suas mãos!” Reiner:
“Você fazia orações?” Brooks: “Sim, você gostaria de ouvir
uma? Ó Phil, por favor, não seja mau, não nos machuque, não
nos quebre ao meio”. Reiner: “Quando você começou a adorar o
Senhor?” Brooks: “Bem, um dia um grande temporal surgiu e um
raio atingiu Phil. Nós nos reunimos ao redor dele e vimos
que estava morto. Falamos, então, uns para os outros —
existe alguma coisa maior do que Phil!”

Em sua sátira, os atores disseram uma grande verdade:
“Existe algo maior que Phil”. Sim, o Senhor é maior do que
qualquer gigante, do que qualquer adversário, do que
qualquer problema que tenhamos de enfrentar. Mesmo que a
nossa vida passe por sérias crises materiais ou espirituais,
temos a oportunidade de olhar para o Céu e clamar por nosso
Pai, que é Onipotente e pode nos dar vitória sobre todas as
lutas.

Podemos estar tristes e nos sentindo solitários, mas o
Senhor Jesus é maior do que a solidão. Podemos estar
abatidos pela frustração de um emprego perdido ou de uma
vaga não obtida em um vestibular, mas o Senhor Jesus é maior
do que todas as frustrações. E mesmo que nos sintamos
enfraquecidos pelas tentativas fracassadas durante os muitos
anos de derrotas, tenhamos fé, continuemos insistindo, Jesus
é maior do que todos os fracassos experimentados.

Sim, Jesus é maior do que tudo e foi Ele quem nos garantiu
que somos “mais do que vencedores”!

Seguindo o feixe de luz

 

“Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as
observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante: É semelhante
ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo,
e pôs os alicerces sobre a rocha; e, vindo a enchente, bateu
com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pode abalar,
porque estava fundada sobre a rocha. Mas o que ouve e não
pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre
terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e
logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa” (Lucas
6:47-49).
Humphrey Lee narra uma experiência ao visitar um pequeno
aeroporto e assistir a decolagem de um avião à noite.
“Enquanto o avião se coloca na cabeceira da pista, um
assistente aciona um interruptor e um feixe de luz se acende
ao longo do caminho da aeronave. O avião segue a rota
traçada por aquelas luzes até deixar, graciosamente, o chão
e continuar seu caminho através da escuridão. O assistente,
então, desliga o feixe de luz. Ele fez tudo que ele podia
fazer. Ele não dispersou a escuridão–mas ele ajudou o
piloto a ter um bom começo.”
É isso que acontece quando abrimos o nosso coração para
Jesus, nosso Senhor e Salvador. Ele não nos livra da
escuridão, nem das lutas, nem dos problemas, nem das
dificuldades, nem das tempestades deste mundo. Mas Ele nos
mostra o caminho, dirige nossos passos, conduz-nos em
segurança até que possamos alcançar os nossos objetivos.
Ele é a luz que emoldura as sendas por onde passamos. Ele é
o conforto quando a angústia nos atinge. Ele é o braço amigo
quando nos sentimos sós e desalentados. Ele é o bem mais
precioso que podemos guardar no peito. Ele é o ponto de
partida para alcançarmos os Céus.
Como mostra os versos de nosso início,as enchentes de
aflição se lançam contra todos — tanto os que constroem sua
casa espiritual na areia, sem firmeza, como os que constroem
suas casas na rocha, na presença de Deus. Os últimos, com
toda certeza, ficam firmes e gozam das bênçãos maravilhosas
do Senhor.
Você continua envolvido pela escuridão ou tem seguido o
feixe de luz?

Paulo Roberto Barbosa. Escuro Iluminado

Isso Não É Problema Seu

 

"Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele apascenta o
rebanho entre os lírios" (Cantares 6:3).
Um ministro perguntou a um pequeno menino, que havia aberto
o coração para o Senhor e frequentava assiduamente à igreja:
"O diabo não tenta convencê-lo de que não é um cristão?"
"Sim, às vezes". "E o que você diz quando isso acontece?"
"Eu lhe digo", respondeu o menino, "se eu sou um cristão ou
não, isso não é problema seu."
O menino de nossa ilustração, apesar de ainda muito jovem,
compreendia perfeitamente o que era ser um filho de Deus. As
coisas velhas já haviam passado e, agora, sua vida estava
nas mãos de Deus e só isso importava para ele. O diabo é
mentiroso e enganador e gosta de fazer acusações. Seu
propósito é tirar a paz do filho de Deus e levá-lo a
abandonar o Caminho. Aqueles que lhe dão ouvidos, desanimam,
perdem a motivação e, muitas vezes, entram em depressão.
O que devemos fazer em tais situações? O mesmo que o menino
— minha vida agora pertence a Jesus e o resto não tem mais
nada a ver comigo. Se o diabo tem alguma coisa a nos acusar,
de nossa vida passada, deve procurar a Cristo que "levou
sobre Si" todos os nossos erros e pecados. Fomos libertos e
agora pertencemos a outro reino. Deixamos o reino das trevas
e passamos a viver no reino da luz. O nosso Salvador
iluminou as nossas vidas e agora iluminamos o caminho por
onde passamos.
Quantas vezes já fomos dormir com o coração triste e
abatido? Às vezes por uma palavra dura de um parente,
ferindo nossas esperanças e tentando minar nossa motivação;
outras vezes por uma crítica injusta de um amigo
insatisfeito com a nossa alegria. Na verdade, por trás de
tudo isso está o dedo do diabo, que a todo custo deseja nos
afastar de Deus e de toda a nossa felicidade.
Se você está experimentando uma situação de desânimo, seja
por que causa for, vire as costas para o diabo. Assuma a sua
posição de cristão, filho do Deus de amor, e siga em busca
de suas maravilhosas bênçãos. Deus só tem alegrias para lhe
dar. Olhe apenas para Ele e ouça apenas a Sua voz.

Paulo Roberto Barbosa

Ai Do Que Estiver Só

 

"…mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro
que o levante" (Eclesiastes 4:10).
"O sucesso não é um destino — é uma jornada. As pessoas
mais felizes que conheço estão ocupadas, trabalhando em
busca de objetivos específicos. As mais frustradas e
infelizes que eu conheço são aquelas que estão caminhando
sem ter em mente objetivos que valham a pena." (Zig Ziglar)
A vida é feita de sonhos e de entusiasmo. Precisamos estar
felizes e motivados para grandes conquistas. Devemos crer
que, mesmo que tudo indique o contrário, alcançaremos todos
os objetivos e chegaremos ao final de nossa jornada com o
coração regozijando por grandes e prazerosas vitórias.
E como ter a certeza de que isso acontecerá? Como estar
seguro de que as lutas do caminho não impedirão o nosso
sucesso? Como nos manter alegres frente às possíveis
vicissitudes?
Não podemos e não devemos andar sozinhos. É necessário que
levemos um Amigo ao nosso lado. Alguém com quem possamos
conversar, tirar dúvidas, buscar conselhos, segurar a mão na
hora do cansaço. Alguém que sorria conosco por um êxito
obtido. Alguém que empreste o ombro quando as aflições nos
dominarem. Alguém que nunca diga: "Desista". Alguém que em
todas as circunstâncias terá prazer em nos dizer:
"Continue… persevere… você conseguirá. Você é mais que
vencedor e Eu estou aqui para lhe ajudar".
O melhor Amigo é Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Ele
é o companheiro de todas as horas e ao Seu lado tudo é mais
belo e agradável. Quando caminhamos em Sua presença, temos
mais sonhos e a nossa mente se enche de fé e esperança. E
quando a fé conduz a nossa vida, tudo o mais é gozo e
felicidade.
Você está vivendo sem propósitos? Comece com o propósito de
convidar Jesus para ser seu Amigo.

Paulo Roberto Barbosa