Qualidade de Nossa Palavra

 

O pregador, em um culto de final de semana, usou a figura de
uma serpente como ilustração. Ao final, enquanto a
congregação saía do templo, seu filho, de três anos de
idade, puxou seu paletó e perguntou: “Papai, o que você
disse é realmente verdade ou estava somente pregando outra
vez?”
Ao ler a anedota, que serve como ilustração, devemos
refletir se a nossa palavra tem sido verdadeira ou não.
Preocupamo-nos realmente com o que dizemos ou o que falamos
depende do local e ocasião? O Senhor Jesus Cristo pode estar
ao nosso lado quando conversamos com nossos amigos ou Ele se
sentiria envergonhado?

Paulo Barbosa
http://intervox.nce.ufrj.br/~tprobert/listas.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s