Depois da reconstrução

 

Neemias 6

1
Sucedeu que, ouvindo Sambalate, Tobias, Gesem, o árabe, e o resto dos nossos inimigos, que eu tinha edificado o muro, e que nele já não havia brecha alguma, ainda que até este tempo não tinha posto as portas nos portais,

2
Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, e congreguemo-nos juntamente nas aldeias, no vale de Ono. Porém intentavam fazer-me mal.

Já com os muros reconstruídos, mas ainda faltando as portas, Israel ainda sofria com as ameaças de seus inimigos. Eles estavam cada dia mais indignados com a postura de Neemias, que não se deixava desfalecer por suas ameaças.

Tentavam uma nova oportunidade de fazer com que Neemias viesse a cair…

6
E na qual estava escrito: Entre os gentios se ouviu, e Gesem diz: Tu e os judeus intentais rebelar-vos, então edificas o muro; e tu te farás rei deles segundo estas palavras;

7
E que puseste profetas, para pregarem de ti em Jerusalém, dizendo: Este é rei em Judá; de modo que o rei o ouvirá, segundo estas palavras; vem, pois, agora, e consultemos juntamente.

8
Porém eu mandei dizer-lhe: De tudo o que dizes coisa nenhuma sucedeu; mas tu, do teu coração, o inventas.

9
Porque todos eles procuravam atemorizar-nos, dizendo: As suas mãos largarão a obra, e não se efetuará.

Eles pensavam que Neemias desistiria da obra por temor.

Nosso inimigo trabalha assim, tentando nos fazer desistir, nos ameaçando, provocando situações difíceis, circunstâncias terríveis. Porque toda essa luta que enfrentamos por seguir ao Senhor, nos deixa muitas vezes cansados, esgotados, e muitas vezes só podemos ver a situação piorar, e nosso inimigo usa exatamente isso como se nos dissesse: “Veja o que acontece a ti por ser fiel a esse teu Deus, deixa dEle que tudo irá melhorar, irá mudar”.

10
E, entrando eu em casa de Semaías, filho de Delaías, o filho de Meetabel (que estava encerrado), disse ele: Vamos juntamente à casa de Deus, ao meio do templo, e fechemos as portas do templo; porque virão matar-te; sim, de noite virão matar-te.

11
Porém eu disse: Um homem como eu fugiria? E quem há, como eu, que entre no templo para que viva? De maneira nenhuma entrarei.

12
E percebi que não era Deus quem o enviara; mas esta profecia falou contra mim, porquanto Tobias e Sambalate o subornaram.

13
Para isto o subornaram, para me atemorizar, e para que assim fizesse, e pecasse, para que tivessem alguma causa para me infamarem, e assim me vituperarem.

Neemias conhecia o Deus a quem servia e conhecia a Sua obra. E por conhecê-lo não fora enganado, não caiu na armadilha do inimigo. Mas antes, enfrentou a dificuldade sendo fiel ao Senhor. ele sabia que não poderia entrar no templo para se esconder, e ficou firme para enfrentar as investidas do inimigo, mesmo com medo ou assustado.

Enfrentamos essas afrontas em nossa caminhada, com falsos ensinos, falsas doutrinas, e muitos estão caindo no erro de descumprir a Palavra de Deus. Muitas vezes isso vem revestido de uma sutileza, que muitos não percebem e caem nas armadilhas. Daí vem a importância de conhecer a Palavra de Deus cada dia mais.

15
Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de Elul; em cinqüenta e dois dias.

16
E sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos, todos os povos que havia em redor de nós temeram, e abateram-se muito a seus próprios olhos; porque reconheceram que o nosso Deus fizera esta obra.

Quando nos desviamos desses enganos, permanecendo firme nos caminhos do Senhor, nossa vitória é certa. Seremos fortalecidos, carregando em nós o poder do nome de Jesus, depois que a proteção do Senhor estiver novamente sobre nós, por nossa obediência. Temos esse poder em nós e podemos usá-lo a nosso favor e contra nosso inimigo, deixando-os temerosos, pois sabem que o nome do nosso Senhor Jesus tem poder e quando declarado, quebra cadeias e liberta o cativo.

Poderemos usar esse poder quando os muros estiverem reconstruídos em nossas vidas, através de nossa obediência, porque o Senhor será conosco com Sua proteção e fonte de poder. E nosso inimigo  temerá, porque pôde ver que mesmo debaixo de muita luta, permanecemos firmes, inabaláveis.

Quando os muros estiverem reconstruídos o Senhor poderá enviar as bençãos, realizar os sonhos e nos restituir de tudo que fomos roubados, porque Ele sabe que agora estaremos bem guardados. Sem a reconstrução, Ele não irá enviar a benção, porque sabe que enviará e o diabo roubará.

Adriana Lyra

www.vidaemabundancia.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s