Arquivo de Devocionais

 

Leia Mateus 25.31-40 *

O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Mateus 25.40

Um homem estava parado na esquina de uma rua da periferia da cidade. Vendia jornais aos motoristas que paravam no semáforo. Com uma muleta debaixo de um braço e jornais debaixo do outro, ia mancando de carro em carro. Tinha apenas uma perna e caminhava com o auxílio de uma muleta enferrujada. Seus dentes da frente estavam estragados.

O homem aproximava-se de cada motorista para tentar vender um jornal. Enquanto isso eu me afundava no banco do carro. Envergonhada de meu medo, em vez de me encolher decidi orar por ele. Toda quinta-feira lhe comprava um jornal; era meu caminho, pois era dia de visitar meu tio idoso.

Após alguns meses, faltei por três quintas-feiras seguidas. Projetos atrasados no trabalho, um problema familiar e uma bronquite intermitente impediram-me de visitar meu tio. Finalmente de volta à minha rotina, como de costume aproximei-me daquela esquina e o semáforo obrigou-me a parar. Entreguei meu dinheiro ao vendedor de jornais e contei-lhe sobre meus infortúnios recentes. Seu rosto suavizou-se. Ele enfiou seus jornais debaixo do braço e colocou sua mão em meu braço. Então disse: “Vou orar para que você fique boa logo”. Respirei fundo. Eu, que tenho dentes suficientes para comer uma boa refeição e duas pernas inteiras para me levarem a qualquer lugar, recebi a dádiva do consolo de sua oração, oferecida de maneira simples, antes que o farol abrisse. Cristo ganhou um rosto novo, e regozijei-me por vê-lo à beira da estrada.

Linda Tatum (Carolina do Norte, EUA)

* Mateus 25.31-40

31 – E, quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos, com ele, então, se assentará no trono da sua glória;
32 – e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas.
33 – E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
34 – Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
35 – porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
36 – estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.
37 – Então, os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber?
38 – E, quando te vimos estrangeiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos?
39 – E, quando te vimos enfermo ou na prisão e fomos ver-te?
40 – E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

 

Fonte:http://www.editoracedro.com.br/forms/assineja.jsp

 

Eu, porém, vos digo, Amai a vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem.
Mt 5:44

Pensamento
É muito fácil amar as pessoas com as quais temos um bom relacionamento, o difícil é amar aqueles que nos querem mal, ou fazem algo para tirar nossa paz. Mas seremos mais que bem-aventurados quando cumprimos a Palavra de Deus, que nos ensina a pagar o mal com o bem, orando e pedindo a misericórdia do Senhor por nossos inimigos.

Oração
Senhor, clamo por Tua misericórdia por todos aqueles que tem se levantado contra mim, abençoa essas vidas Senhor, em nome de Jesus. Amém e Graças a Deus.

 

Adriana Lyra

 

Leia Jó 19.23-27 *

Disse Moisés ao povo: Lembrai-vos deste mesmo dia, em que saístes do Egito, da casa da servidão; pois com mão forte o Senhor vos tirou de lá. Êxodo 13.3

Comecei a escrever um diário alguns anos atrás. Já tentara tempos antes, mas, quando finalmente me comprometi, percebi que essa não era uma tarefa a ser completada, mas uma maravilhosa oportunidade de autoexpressão, reflexão e libertação.

Jó conhecia o valor da escrita. Ele expressou tristeza e lamentou que suas palavras não fossem registradas: “Quem me dera fossem agora escritas as minhas palavras! Quem me dera fossem gravadas em livro!” (Jó 19.23-24).

Escrever um diário tem sido uma experiência transformadora para mim. Registro acontecimentos importantes em minha vida e fatos corriqueiros de meu dia. Sou capaz de expressar meus mais profundos sentimentos e preocupações e associar minha vida a versículos da Bíblia que falam da graça e misericórdia de Deus, as quais oferecem libertação.

Ao reler meus diários, lembro-me com ternura de muitas das alegrias de minha vida. Quando meus textos refletem as tristezas e sofrimentos que experimentei, meu diário também serve como um lembrete das poderosas obras de nosso Senhor e Salvador e de Seu divino amor por mim. Lembrar a graça e os atos salvíficos de Deus fortalece minha fé. Escrever é um presente maravilhoso que damos a nós mesmos.

Marcia Conston (Carolina do Norte, EUA)

* Jó 19.23-27

23 – Quem me dera fossem agora escritas as minhas palavras! Quem me dera fossem gravadas em livro!
24 – Que, com pena de ferro e com chumbo, para sempre fossem esculpidas na rocha!
25 – Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra.
26 – Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus.
27 – Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros; de saudade me desfalece o coração dentro de mim.

 http://www.editoracedro.com.br/forms/assineja.jsp

 

“Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as
observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante: É semelhante
ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo,
e pôs os alicerces sobre a rocha; e, vindo a enchente, bateu
com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pode abalar,
porque estava fundada sobre a rocha. Mas o que ouve e não
pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre
terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e
logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa” (Lucas
6:47-49).
Humphrey Lee narra uma experiência ao visitar um pequeno
aeroporto e assistir a decolagem de um avião à noite.
“Enquanto o avião se coloca na cabeceira da pista, um
assistente aciona um interruptor e um feixe de luz se acende
ao longo do caminho da aeronave. O avião segue a rota
traçada por aquelas luzes até deixar, graciosamente, o chão
e continuar seu caminho através da escuridão. O assistente,
então, desliga o feixe de luz. Ele fez tudo que ele podia
fazer. Ele não dispersou a escuridão–mas ele ajudou o
piloto a ter um bom começo.”
É isso que acontece quando abrimos o nosso coração para
Jesus, nosso Senhor e Salvador. Ele não nos livra da
escuridão, nem das lutas, nem dos problemas, nem das
dificuldades, nem das tempestades deste mundo. Mas Ele nos
mostra o caminho, dirige nossos passos, conduz-nos em
segurança até que possamos alcançar os nossos objetivos.
Ele é a luz que emoldura as sendas por onde passamos. Ele é
o conforto quando a angústia nos atinge. Ele é o braço amigo
quando nos sentimos sós e desalentados. Ele é o bem mais
precioso que podemos guardar no peito. Ele é o ponto de
partida para alcançarmos os Céus.
Como mostra os versos de nosso início,as enchentes de
aflição se lançam contra todos — tanto os que constroem sua
casa espiritual na areia, sem firmeza, como os que constroem
suas casas na rocha, na presença de Deus. Os últimos, com
toda certeza, ficam firmes e gozam das bênçãos maravilhosas
do Senhor.
Você continua envolvido pela escuridão ou tem seguido o
feixe de luz?

Paulo Roberto Barbosa. Escuro Iluminado

 

Leia Isaías 61.1-4 *

Naquele dia levantarei o tabernáculo caído de Davi, repararei as suas brechas e, levantando-o das suas ruínas, restaurá-lo-ei como fora nos dias da antiguidade. […] Mudarei a sorte do meu povo Israel: reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão, plantarão vinhas e beberão o seu vinho, farão pomares e lhes comerão o fruto. • Amós 9.11,14

Toda noite de Natal meu pai passava escondido fora de casa e ia para a cidade. Nunca soubemos o que ele ia fazer, somente anos mais tarde. Ele ia às lojas procurar objetos que pudesse consertar ou repolir. A maioria dos proprietários de lojas ficava contente em ganhar algum dinheiro a mais com os produtos defeituosos, os objetos de exposição desgastados, brinquedos desmontados e outras coisas do tipo. Sempre um bom negociador, meu pai derrubava os preços a quase nada.

Ele escondia esses futuros presentes de Natal na garagem. Depois que íamos para a cama, papai se esgueirava até sua oficina, em geral ficando a noite inteira acordado, consertando os presentes. Nunca ganhei uma bicicleta, carrinho ou luva de beisebol inteiramente novos; eles eram objetos quebrados que papai havia consertado.

Com um coração ainda mais amoroso que o de papai, Deus também é um reparador: de vidas partidas, famílias desfeitas e esperanças despedaçadas. Tudo que nos causa sofrimento Deus anseia por consertar.

CHARLES HARREL ( ORREGON, EUA )

MEDITE: MATEUS 21

* Isaías 61.1-4

1 – O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados;
2 – a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram
3 – e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo SENHOR para a sua glória.
4 – Edificarão os lugares antigamente assolados, restaurarão os de antes destruídos e renovarão as cidades arruinadas, destruídas de geração em geração.

FONTE; http://www.editoracedro.com.br/forms/assineja.jsp

 

"Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele apascenta o
rebanho entre os lírios" (Cantares 6:3).
Um ministro perguntou a um pequeno menino, que havia aberto
o coração para o Senhor e frequentava assiduamente à igreja:
"O diabo não tenta convencê-lo de que não é um cristão?"
"Sim, às vezes". "E o que você diz quando isso acontece?"
"Eu lhe digo", respondeu o menino, "se eu sou um cristão ou
não, isso não é problema seu."
O menino de nossa ilustração, apesar de ainda muito jovem,
compreendia perfeitamente o que era ser um filho de Deus. As
coisas velhas já haviam passado e, agora, sua vida estava
nas mãos de Deus e só isso importava para ele. O diabo é
mentiroso e enganador e gosta de fazer acusações. Seu
propósito é tirar a paz do filho de Deus e levá-lo a
abandonar o Caminho. Aqueles que lhe dão ouvidos, desanimam,
perdem a motivação e, muitas vezes, entram em depressão.
O que devemos fazer em tais situações? O mesmo que o menino
— minha vida agora pertence a Jesus e o resto não tem mais
nada a ver comigo. Se o diabo tem alguma coisa a nos acusar,
de nossa vida passada, deve procurar a Cristo que "levou
sobre Si" todos os nossos erros e pecados. Fomos libertos e
agora pertencemos a outro reino. Deixamos o reino das trevas
e passamos a viver no reino da luz. O nosso Salvador
iluminou as nossas vidas e agora iluminamos o caminho por
onde passamos.
Quantas vezes já fomos dormir com o coração triste e
abatido? Às vezes por uma palavra dura de um parente,
ferindo nossas esperanças e tentando minar nossa motivação;
outras vezes por uma crítica injusta de um amigo
insatisfeito com a nossa alegria. Na verdade, por trás de
tudo isso está o dedo do diabo, que a todo custo deseja nos
afastar de Deus e de toda a nossa felicidade.
Se você está experimentando uma situação de desânimo, seja
por que causa for, vire as costas para o diabo. Assuma a sua
posição de cristão, filho do Deus de amor, e siga em busca
de suas maravilhosas bênçãos. Deus só tem alegrias para lhe
dar. Olhe apenas para Ele e ouça apenas a Sua voz.

Paulo Roberto Barbosa

 

"O preço da perfeição é a prática constante" (Andrew
Carnegie)
O preço da santidade também é uma vida de prática dos
ensinos do Senhor. Cumprindo a Sua Palavra e procurando
seguir o Seu exemplo, não apenas estaremos vivendo em
santidade como iluminando o mundo ao nosso redor.
Paulo Barbosa

março 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

PARA RECEBER CONTEÚDO CRISTÃO EM SEU E-MAIL.

Junte-se a 392 outros seguidores

Páginas